segunda-feira, junho 13, 2011

Diário de viagem de uma cesta e duas malucas (modo telegráfico) Istambul em 5 sentidos e mais uns

1º dia: 7 de Junho de 2011
Alvorada às 5h 30m (deitámo-nos às 3h 30m). Voo às 7h 55m para Zurique (Swissair mas pela TAP).

Filha ao meu lado no avião. Não acontecia desde 2006! Tempos difíceis adiam tantos sonhos… O mundo para mostrar e não posso!
Ainda nem cheguei e já choro sem razão. Será como a primeira vez no Louvre, onde a cortina de lágrimas não me deixou ver nem um quadro? Coisa estúpida.
Suíça: montanhas ainda com neve! Lagos e mais lagos, bordejados de casinhas. Rectângulos perfeitinhos de verdes que nem conheço.
Voltas e voltas para aterrar. Ai! Ai! que vamos perder o avião para Istambul… Ainda antes de aterrar, vê-se um canivete suíço gigante desenhado em terra (com plantas?).
Terminal diferente do da chegada. Correria. Afinal mais que a tempo.
Avião com pneu em baixo (esta nunca me tinha acontecido…). Espera para mudar pneu. Atraso de 1 hora.
Finalmente, chegada. Fila para comprar vistos. Fila para mostrar vistos. Malas já fora do tapete, mas ainda lá.
Confusão para apanhar táxi. Estamos a ser enganadas de certeza, mas fazemos o quê?
Hotel, pequenino, délabré, serve lindamente, muito central. Senhor do hotel com tirada velha de sermos irmãs. A cesta amuou por não ter sido incluída no elogio.

Caminhada até ao Hipódromo (At Meydanı), à frente da Mesquita Azul (Sultanahmet Camii)através de um jardinzinho. Fotografia à cesta e a nós no jardim. Senhor oferece-se para tirar retrato às três. Ao fim de várias tentativas, nós falando em português com muitos gestos (ele também não sabia inglês!), e ele em turco, sucesso. Relativo... estamos mesmo desconfiadas, e então a cesta, nem falar!



Obelisco egípcio (Dikilitaş) trazido de Luxor por Constantino. Fonte do Kaiser Wilhem II (neo-bizantina). Filha não pára de tirar fotografias, e diz que não empresta, a egoísta.
Cães em matilha a lembrar Atenas.
Gatos. Gatos. Gatos. Gatos.
Chamada à oração na Mesquita Azul. Lindo. Uma desgarrada entre mesquitas.
video

Passeio nocturno. Gelado com direito a espectáculo malabaristo-humorístico com o dito. As montras das pastelarias! Que maravilhoso espectáculo de calorias…

Jantar, a tirada do costume. Cesta volta a ficar amuada. Filha recebe guardanapo de papel feito rosa, mais tarde uma flor de campo. Proposta de 100 camelos, mais umas tantas ovelhas e outras preciosidades. 
Nem a brincar!

1 comentário:

  1. Adorei, principalmente a gulosemas, ehehehe, mas tudo que passa por ter olhar sei o quanto será prazeroso e proveitoso para sua vida toda.. abraços .

    ResponderEliminar